Atualizações

[COLUNA LITERÁRIA] Campanha: #LeiaEmCasa

Oi gente! Aqui estamos nós, em casa, nos preservando e nos cuidando diante da pandemia pela qual o mundo está passando. Mas só porque estamos em casa não significa que precisamos nos manter entediados a ponto de surtar, né? Várias atividades legais podem ser feitas para distrair a mente, relaxar um pouco e acalmar a cabeça e o coração durante esse processo de quarentena. A leitura, é uma dessas atividades! 

As editoras do país estão lançando a proposta #leiaemcasa e aqui no FOFIC nós super apoiamos a campanha! Mas, o que a gente pode ler nesse momento? Eu, particularmente, aconselho livros leves, rápidos e gostosinhos; daqueles que aquecem o coração e nos fazem querer abraçar as páginas, sabe? Vou contar para vocês os gêneros literários que acho mais legais para dividirmos esse momento de reclusão. 

ROMANCE: A louca do romance (como sou conhecida no Instagram hahaha) só podia começar falando deles para vocês. Mas olha, não é qualquer romance tá? Nessa época ~tensa~ acho legal a gente embarcar nos romances mais leves e clichês, sem muita dor de cabeça e problemas reais. Assim a gente fica feliz, se acalma e curte uma boa narrativa docinha. Mais que amigos (Lauren Layne), Teto para dois (Beth O’Leary), e a série Meu Romeu (Leisa Rayven), são ótimas opções. 

POESIAS: Os livros de poemas/poesias e textos são muitos legais para serem lidos como forma de acalmar o coração e nos ajudar a colocar sentimentos (e lágrimas) para fora, porque às vezes a gente precisa, né? Os livros da Amanda Lovelace, Textos Cruéis Demais, Fred Elboni e Iandê Albuquerque são os meus preferidos para essas ocasiões. 

BIOGRAFIAS: A reclusão pode ser legal para conhecer um pouco mais a vida de personalidades que você admira mas não sabe exatamente todos os detalhes pessoais. Eu adoro navegar em histórias de pessoas reais e fica até mais gostoso admirar alguém depois que sabe-se quais situações foram necessárias para que ela chegasse até ali. As minhas duas autobiografias preferidas são de personalidades nacionais: Aprendizados (da Gisele Bündchen) e A história que não está no gibi (Maurício de Souza). 

CLÁSSICOS: Você sempre quis começar a leitura de livros clássicos mas nunca conseguiu porque se dizia sem tempo? Bom, agora você está em casa e pode começar a investir nessa leitura. Eu confesso que ainda não sou muito adepta aos clássicos, mas os meus preferidos são: Orgulho e preconceito (Jane Austen), A hora da estrela (Clarice Lispector) e Mulherzinhas (Louisa May Alcott). 

Bom, além de todas as dicas de gêneros e livros, é super importante que você mantenha leituras que te agradam e fazem seu estilo; aqueles livros que você mergulha na história de um jeito único e esquece um pouco do mundo aqui fora, sabe? É importante também que você respeite o seu gosto pessoal e não tente ler um livro de gênero diferente, e que não te agrada, só porque está de quarentena. A gente tem que fazer atividades que nos deixem mais confortáveis nesse momento.

Vale lembrar que na Amazon (e não, isso não é um publi haha) vários livros já estão sendos disponibilizados de forma gratuita ou com preços de banana nos e-books, então é sua hora de aproveitar. Talvez até valha a pena assinar o Kindle Unlimited para ter acesso a uma biblioteca gigante e recheada! É um preço justo e os livros são bem bacanas (falo isso porque tenho assinatura)! 

Ah, já aproveita essa coluna e comenta aqui embaixo um livro que você acha legal para ser lido durante a quarentena! Vamos fazer uma troca, ok? 

Beijão, não esqueçam de se cuidar e lavar as mãos! <3 

Escrito por: Tainá Aguiar (@booksdatai)