Good Intentions

Good Intentions

  • Por: Clara Iaronka
  • Categoria: Bandas | Now United
  • Palavras: 1880
  • Visualizações: 242

Sinopse: Um menino é apaixonado por uma garota desde o 8°ano do colegial, e ele nunca tem coragem para dizer isso para ela, então ele decide viajar para um parque de diversões com o irmão e a namorada dele, junto com a Crush, será que vai rolar pedido?
Categoria: Fandom
Gênero: Românce
Classificação: 10
Restrição: Nenhuma
Beta: Sofia Alonzo



Good Intentions
! ! Acorda! Chegou a hora de acampar. – falou acordando a amiga.
, são… – falou pegando o celular e olhando a hora. – São 10 horas da manhã, cara, você falou que ia ser sábado. – A garota falou meio revoltada com o menino.
– Tá bom, então, vou passear com o e . – O mais novo falou sabendo que estava deixando a menina irritada.
– ‘Tá, né! Já que você me acordou, agora vamos!
, , estavam morando em Orange, só que não queria só passear, e sim viajar para Santa Mônica, ele queria apenas convencer a desgrudar da cama, e por incrível que pareça, as malas dos quatro estavam prontas. Mas não, e não era namorados, e .
, você pegou o meu carregador? – perguntou abrindo as gavetas do móvel da sala.
– Sim eu peguei, está aqui na minha mochila. – respondeu apontando para a mochila preta que havia em suas costas
– Você é incrível! – falou ganhando um selinho de .
, cara, vamos! – , o irmão mais velho dos , chamou o irmão que estava calçando seu Vans.
– Calma, eu já estou indo! – falou pegando a chave do carro. – Vamos, senhorita?- falou estirando a mão para .
– Sim! – falou empolgada, estendendo a mão para o e pegando a mochila de margaridas que estava ao seu lado.
Todos entraram na Land Rover preta que havia na frente da casa.
, dessa vez você vai dirigindo, viu? – falou do banco de trás.
, vem na frente comigo! – falou olhando para os bancos de trás .
– Ah, claro! – A garota respondeu abrindo a porta de trás e passando para a frente. – Vamos lá! – gritou fazendo o resto da galera se animar também.
conectou o bluetooth do celular no carro e pôs o cantor que ela e amavam, sim, , mas havia uma pessoa que odiava o , .
– Gente, vocês podem mudar?- pediu concentrado na estrada.
– Qual é ?! É o , eu quero casar com ele! – falou vendo o garoto ao seu lado morrer de ciúmes.
– Como assim, casar com ele? ‘Tá ficando doida! – respondeu indignado com a crush.
– Brincadeira, ele nem sabe que eu existo! – falou ficando triste – Mas espera, porque você ficou tão irritado? – Ela acabou de estragar a vibe dele.
– Porque… Não quero que você se machuque! -Ele falou. – Conecta no carro! – continuou pondo o celular na perna da menina. – Você sabe a senha. – Ele falou passando a marcha.
– Nossa que amizade colorida, hein, ! – implicou.
– Hahaha! Que engraçado! – debochou.
, você já pode chamar a de cunhada! – continuou.
, não enche! – reclamou.
– ‘Tá, é pra pôr o que? – perguntou mostrando o celular ao menino.
– Vai nesse aplicativo aqui.- mostrou o app à garota que logo se identificou com a playlist do menino. conectou e logo a música começou, que era “Midnight Memories” de One Direction, a banda que o era super fã.
Minutos depois…
– Quantos minutos para chegarmos? – perguntou interessada.
– 48 minutos, por quê? – respondeu, e logo perguntou.
– Só quero chegar logo! – respondeu e continuou – Nossa, eles dormiram, que fofinhos!
– Agora só tem nós dois! – falou super interessado.
– Pois é, tem um posto perto daqui! – Perguntou ela olhando para a janela.
– Sim, estamos bem perto de um posto. – respondeu.
– Que bom, quero comprar refrigerante! – falou pegando o celular do amigo. – Vamos tirar uma foto quando chegarmos no posto? – Continuou ela.
– Claro! – Ele falou empolgado.
No posto…
– Comprei! – falou voltando da loja onde ela acabara de entrar.
– Eles não acordaram! – falou apontando para o carro que estava ele estava encostado.
– Nossa! – falou chegando mais perto do menino. – Ah, vamos tirar a foto? – continuou ela.
– Sim, claro. – falou entregando o celular para a menina.
– Vamos lá? – falou voltando para o carro.
– Vamos! – Ele falou voltando para o carro também.
Mas você não acha que ‘tá faltando alguma coisa? Entre e ? Pois é eu também, mas calma isso já está prestes a acontecer!
Depois de um tempo…
– Chegamos, galerinha! – fez a galerinha se animar, pois sim, eles estavam em frente ao Píer de Santa Mônica.
– Mas espera, nós não vamos assim, né? – falou apontando para a roupa.
– Assim como? – perguntou olhando para a menina.
– Cara, a gente está destruído! E olha anda são 11 horas da manhã então vamos para o hotel, descansamos e umas 16 horas da tarde nos viemos! – falou ganhando a atenção de todos do carro.
– É verdade! – concordou com .
No hotel…
– Gente, tenho uma péssima notícia. Bom, só tem um quarto disponível e só tem duas camas! – falou chegando perto das garotas.
– Olha, já são 12 horas mesmo, é o tempo que nós todos tomamos banho, comemos, nos arrumamos e vamos para o Píer, porque daqui até lá são 2 horas, aí vamos para os parques e depois saímos para comer alguma coisa .
– Acho melhor tomar banho, se arrumar e depois comer… Porque…- falou tirando sarro da garota.
– Hahaha! Você entendeu. – revidou.
– Vocês são tão fofinhos! – falou abraçada com o namorado.
As duas horas…
– Gente, vamos? – chamou pegando a mochila.
– Vamos! – Responderam em couro.
– Calma , você sabe onde está o meu celular? – falou procurando como doido.
– Pode ser esse? – falou segurando o celular do menino.
No Píer…
– Vamos lá! – falou empolgando saindo dos bancos de trás do carro.
– Gente, eu não acredito! – falou saindo do carro. – Eu esqueci a minha bolsa! – continuou. – , você pode guardar o meu celular no seu bolso? É porque minha saia não tem bolso. – A menina falou apontando para a saia listrada que ela estava vestida.
– Claro que sim! – falou pegando o celular que a menina estava entregando a ele. – Ah e eu adorei a sua roupa, saia listrada, cropped preto e Vans. – falou descrevendo o que a garota estava vestindo.
– Obrigada! – A menina agradeceu envergonhada.
– ‘Tá bom, casalzinho, vamos nos divertir! – empolgado falou com firmeza.
– Vamos! – Responderam todos juntos novamente.
Eles foram para a roda gigante e não aguentava mais segurar o que ele sentia por desde o 8° ano do colegial, então isso aconteceu após eles saíram do brinquedo:
– Ok, , eu não aguento mais esconder o que eu sinto por você então… – falou se ajoelhando no chão enquanto entregava as alianças para o garoto. – Você quer ser a minha namorada? – Ele continuou.
– Meu Deus, é claro que sim, seu bobinho. – falou surpresa com tudo que estava acontecendo.
– Aí sim, que fofo. – falou vendo e selaram o mais novo relacionamento.
Pronto! Era isso que você estava esperando? Pois é eu também, e sim você provavelmente já sabem o final! e foram muito felizes juntos, ah, e também e como falou: sempre pôde chamar de cunhada.
No dia seguinte…
– E aí, galera que tá afim de pegar umas ondas? – perguntou animado.
– Sim, muito. – respondeu.
– Então, vamos para a praia? – perguntou um pouco confusa.
– Óbvio! – respondeu levantando do chão da varanda.
– Vamos lá! – respondeu animada.
Sim na praia foi muito divertido para eles levou o seu violão, cantaram muito e lá havia sim, muitas gaivotas voando. Não leve a mal ele só tem boas intenções.