The Power

Sinopse: Perigo, ganância, destruição… o que levou os cinco garotos sonhadores para esse caminho? um caminho sem volta e repleto de crueldade… Entre perigo, amor, guerra e paz, eles despertaram o interesse da polícia e a fúria da máfia italiana. E com isso só pensam em uma coisa… se vingar de quem os colocou nessa. Esse seria finalmente o fim de Simon Cowell?
Gênero: Romance, Comédia dramática, Ficção, Aventura, Drama e Suspense
Classificação: 16
Restrição: Meninos da One Direction São Fixos
Beta: Olívia W.Z.

 

Prólogo.

Hollywood estava em clima de estreia. A série tão esperada por todos estava começando a receber os convidados para seu lançamento. The Power era o motivo de ansiedade para todos, principalmente para os fãs da febre do momento, One Direction, a inspiração da série.

Havia muitas pessoas na entrada do salão onde tudo iria acontecer, não só os convidados, mas muitos curiosos de plantão também. A noite estava linda, o céu limpo, a lua iluminada e ventava pouco. agradecia por isso enquanto descia do carro. Um vestido longo, preto, vestiu perfeitamente suas curvas. O decote em V, bem amostra, deixava os rapazes com o desejo de ver o que havia por baixo do pano restante. Ela era realmente muito bonita. Encantava qualquer um que colocasse os olhos na mesma.

Quem também chamava a atenção de todos, eram os cinco garotos que haviam acabado de chegar. Os produtores fizeram questão que os rapazes britânicos mais desejados estivessem presentes nessa grande estreia.

O que fez todos ficarem mais chocados, era que o casal principal da noite não era aquela dupla dos protagonistas da série. Sim, e Niall, que tentavam despistar todos as entrevistas, paparazzis, desde que saíram as notícias sobre o possível romance entre eles.

Quando o loiro entrelaçou seu braço ao da moça, foi como se a rainha Elizabeth estivesse chegando naquela festa. Paparazzis e entrevistadores corriam para tentar a chance de uma entrevista exclusiva com o possível casal, os fãs que estavam por ali na tentativa de conseguir uma foto com seus ídolos, foram à loucura. Ninguém mais importava naquele momento, pois Niall Horan e finalmente estavam ali, lado a lado.

— Niall, , Niall, . — o casal escutou uma voz feminina vindo no meio de milhares de voz masculina. — Eu sou Heloisa Marechal, represento o programa da Ellen. Vocês estão juntos? — Eles não respondem, apenas posam para as fotos e acenam para alguns fãs.

As perguntas eram muitas, uma por cima da outra, algumas desrespeitosas, outras sem sentido algum, nenhuma que valesse a pena responder naquele momento. Por isso, quando acharam que já estavam ali fora por tempo suficiente, resolveram entrar no local onde possivelmente estaria mais calmo ou eles pensavam que estava.

Assim que entraram, deram de cara com vários famosos andando pela casa de evento. Todos o elenco da série, de produção, diretores, e claro. Quem eles não gostariam de ver por nada. Simon Cowell.

O nojo era do casal era explícito, quem havia chamado ele? Claro, ele era fundador da banda. Era óbvio que estaría ali.

, — , sua empresária e amiga do casal chegou usando um vestido preto longo porém simples. — Finalmente te achei, você precisa tirar foto com o elenco daqui a dois minutos.

— Tudo bem, eu já estou indo. — Responde a amiga sem conseguir desviar o olhar de repulsa do homem que mais odeia no mundo. — Niall, sabe que se ele está aqui… — Ele a corta.

— É eu sei, pode ser que eles estejam aqui também. — Diz, enquanto olha de um lado para o outro tentando achar algo de estranho, nao vendo nada, se vira para ela colocando as mãos no seu rosto. — Escuta, vá lá e tire as fotos, vou procurar os meninos e te encontro depois, por favor tenha cuidado. — deu um leve selinho nos lábios da namorada — , você também — As duas concordam e ele sai a procura dos amigos enquanto elas fazem o caminho contrário.

O maior medo do grupo era que acontecesse alguma coisa na noite de estreia de , mas mesmo desejando para que não tivesse nada, Niall e haviam planejado um plano perfeito para aquela noite, enquanto Liam e mexiam nas câmeras de seguranças do local.

— Descobriram alguma coisa? — o loiro perguntou assim que chegou perto dos amigos, que estavam mexendo no telefone apropriado para aquilo.

— Ainda não. — respondeu a morena. — O sistema deste local é muito complicado…

— Mas nada que a dupla imbatível não consiga. — Payne disse tranquilizando o amigo. — Fica calmo, não vai acontecer nada, Niall.

O tempo ia passando, e nada deles conseguiam invadir o sistema deles. Isso estava deixando todos angustiados. , por ser uma ótima atriz, conseguiu disfarçar o nervosismo nas entrevistas e na sessão de fotos.

— Niall, Liam, Louis, Harry, Zayn, estão chamando-os para tirar fotos com os protagonistas. — chegou resmungando. — Eu tentei falar para ser em outra hora, mas eles fizeram questão que seja agora.

— Pode ir, Liam. — disse calma. — Eu vou conseguir.

A contragosto Liam concordou, entregando o seu aparelho para ela.

Todos estavam tensos, eles conheciam bem a maldade daquelas pessoas e não queriam deixar nada passar. Mas Liam confiava na amiga. sempre se mostrou a mais cabeça dura quando se tratava de conseguir o que queria. Certamente ela continuaria assim.

— Acha que consegue fazer isso rápido? — Perguntou para .

— Está um pouco complicado, mas sim, estou quase. Algum problema? — Perguntou ao perceber que algo afligia a amiga.

— Estou com uma daquelas sensações estranhas… — Confessa, deixando e tensas. Todos sabiam o quão sensitiva conseguia ser. Quando ela sentia que algo não estava certo, podiam confiar que alguma coisa estava para acontecer. respira fundo, e volta sua atenção novamente para o aparelho

— Eu consigo. — sussurrava para si mesma.

— Olá, garotas. Atrapalho? — Ao levantarem o olhar para a pessoa que as chamaram, todas sentiram um arrepio na espinha. Simon estava ali, na frente delas, na maior cara de pau, com um sorriso lascivo olhando cada uma dos pés à cabeça.

— Claro que não, sr. Simon. — deu seu sorriso mais falso, ela conseguia controlar seu nervosismo por causa de anos estudando psicologia. — Como o senhor está?

— Estou bem, pequena . — Falou confundindo as gêmeas, era típico dele.

— Na verdade, — a verdadeira se pronunciou. — Eu que sou a , é preciso levar o senhor para tirar foto com o elenco. Me mandaram chamar os meninos, então eu pensei: Porque não chamar o criador? O senhor é bastante importante para que isso tudo que está acontecendo, sr. Simon.

As meninas sabiam que o homem odiava ser chamado de “senhor” então fazia de tudo para provocá-lo e distraí-lo, enquanto pegava seu celular escondido e colocava uma escuta no seu lugar.

— Muito bem pensando, senhorita . Você me acompanha? — perguntou apontando com as mãos na direção de onde estava o elenco e os meninos.

— Sem maior dúvida, senhor Cowell.

Abriu um meio sorriso fazendo o homem ir na sua frente. Depois de ver um sinal da amiga dizendo que deu tudo certo.

— Vocês não irão conseguir escapar hoje, senhorita . — falou enquanto sorria para todos os convidados que passavam por eles.

— O que disse senhor?

— Nada não.

Zayn foi o primeiro a perceber a aproximação da loira, fazendo sinal para todos os meninos, deixando-os em alerta. Liam percebeu logo de cara que ele estava armando alguma coisa, conhecia bem o sorriso do empresário. E odiava ele.

— Mas o que esse nerd está fazendo com ela? — Payne soltou furioso para Louis que estava ao seu lado.

— Fica calmo cara, ela sabe se virar, no mínimo tá fazendo ele de bobo. — Diz, com a voz calma relaxando o amigo que estava tenso.

— É você tem razão. — Diz ao perceber no olhar da namorada que ela estava até se divertindo ao enganar Simon.

Obviamente nenhum dos meninos se orgulhava em ter deixado as meninas entrarem nessa com eles. O fato era que eles eram egoístas demais para deixá-las passarem batido na vida deles.

já estava ali há mais tempo. Ela e Louis se conheceram ainda na adolescência, o que fez ela viver cada momento quando as coisas viraram essa loucura. Não tinha arrependimento nela, fizera tudo por amor, e continuaria ali por amor. Quando a modelo percebeu que poderia ajuda-los com sua inteligência, voltou a cursar informática, um curso que havia começado quando adolescente e nunca completado. Sempre gostou de tudo que fosse interligado a tecnologia, e valia lembrar, ela era ótima no que fazia.

— Consegui! Porra, eu sabia que conseguiria. — Solta animada, mas seu sorriso não dura muito, nas imagens das câmeras era possível ver homens armados invadindo os fundos do local — Vamos lá pra frente garotas, precisamos avisar os meninos.

Estavam caminhando para onde todos se encontravam, mas antes mesmo de chegar ao destino, um breu tomou conta do lugar, deixando apenas a iluminação da lua entrando pela janela.

— Merda! Eu sabia que alguma coisa não estava certa. — Exclamou .

— Fiquem calmos, irei resolver o que está acontecendo. — o organizador da festa disse alto tentando acalmar todos. — O gerador já está começando a ligar. Peço a todos que fiquem parados para não causar nenhum acidente.

SOCORRO!

Nota da autora: Quando vimos um vídeo no grupo da página, entramos em contato imediatamente com a dona dele pedindo permissão para começar a escrever. E aqui estamos nós, esperamos de coração para que gostem dela.

Queremos agradecer a (sim, a nossa protagonista) por autorizar essa história sair.