Fearless

Fearless

Sinopse: Ela não estava na linha de sucessão, porém, por uma guerra civil em seu país, ela deveria se tornar feroz, determinada e leal.
Ela era soberana daquelas terras, e as defenderia como tal.
Gênero: drama.
Classificação: +12
Restrição: Amélia, George e Anthony já estão sendo utilizado. Apenas a pp é interativa.
Beta: Olívia W.Z.

 

01. You is not fragil.

Idris, Crocas —, 1840 —, após a guerra civil.

“God save The Queen”.

Os gritos estavam ainda em sua mente.
A dor dos camaradas mortos —, e a morte rápida de seu povo vieram em sua mente —, havia sangue espalhados por todo terreno, e corpos empilhados.
Nos salve!
Em meio aos gritos de desespero, ela despertou.
percebeu que estava na sala de reunião —, o suor escorrendo por sua face, enquanto deixou as lágrimas trafegarem por suas bochechas —, ela havia visto o pior da guerra.
Tentou recuperar a compostura —, o palácio da Cidade de Crocas estava em silêncio, após a morte do herdeiro em combate, apenas restou ela e seus filhos, Amélia, Gregory e Thomas —, ela lembrou do sangue de seu irmão quando o mesmo estava sucumbido.
“Projeta Idris¹, “.
Ela deixou toda a tristeza daquele momento a dominar —, após os meses sangrentos, ela tinha perdido o marido e o irmão mais velho, e herdeiro ao trono —, apenas restava ela, e seu pai.
Porém, Octávio não era mais o mesmo —, havia sido ferido durante a guerra —, e agora estava entre a vida e a morte.
Apenas restou ela da família Horklyns.
Ela levantou —, a coroa estava pesando em seus ombros —, ela nunca foi presumidamente herdeira ao trono — o homem mais gentil e atencioso que ela tivera em sua vida estava morto —, enquanto lembrava do irmão mais velho com nostalgia, pelos poucos momentos compartilhados.
Ela não era filha da Rainha Marie —, era uma bastarda, filha do Rei com uma mulher de classe mais baixa —, quando a guerra eclodiu, ela foi retirada de zona de combate por causar do sangue real que corria em suas veias.
Por causar de suas raízes.
Afinal, ela era uma Horklyns —, os olhos, os cabelos ruivos e até mesmo a marca de nascença da família real de Idris estavam em seu corpo como prova de sua herança —, e seus filhos se tornaram herdeiros ao trono real por aquele fato.
Mas, ela perdeu mais do que ganhou.
Perdeu seu amado Willian.
Willian era um simples soldado —, fora mandado ao campo de batalha, e de onde nunca retornou.
lembrava de quando o conhecerá o homem —, e lembrava também dos olhos amendoados que se derretiam para ela —, ela o amava, e quando a guerra eclodiu havia apenas o desespero.
O rei ordenou a vinda dela para o palácio — seus filhos ficaram protegidos, enquanto milhares de pessoas sorriam as dores da guerra —, e conheceu seu irmão mais velho, Iwan.
Ela parou em frente ao quarto —, os guardas se curvaram para a mulher, enquanto ela abriu as portas —, seu pai, Octávio estava morrendo.
O que aconteceria com Idris quando ele falecesse?

X

Octávio tinha os cabelos ruivos.
Os olhos tão verdes —, e sofria as dores de seus ferimentos —, ela se sentou ao seu lado, como fez nas últimas vezes.
— Você está confusa, pequena?
— Eu não fui treinada para isso, não estou preparada para cuidar do Reino, meu pai. — sua voz soou tão suave, porém havia o mesmo implícito em suas palavras — Não serei uma boa rainha.
— Iwan pediu a você para cuidar do Reino, — a voz dele soou tão suave — Sei que fará um trabalho maravilhoso, e não posso me manter ao teu lado, minha pequena, nós tivemos tão pouco tempo.
deixou as lágrimas escorrerem —, a mãe de Iwan nunca permitiu ao Rei que lhe contasse a verdade de suas origens —, cresceu com as visitas constantes do amigo de sua mãe que ela descobriu mais tarde ser seu pai.
Ele a encarou.
— Vou lhe dar alguns conselhos — ajeitou as cobertas, e observou a mulher mais atentamente — Primeira regra, jamais abaixe sua cabeça para ninguém, você é uma Horklyns, e soberana do Reino.
Ele tossiu —, o sangue escorreu de sua boca —, enquanto a mulher limpou rapidamente.
—Segunda regra, seja uma guerreira como você foi no exército — ele se ajeitou na cama, os cabelos grisalhos pelo tempo e os olhos verdes fixos — Terceira regra, seja gentil, enquanto a quarta regra, seja você mesma, minha pequena, e a quinta e última regra, proteja essa família, esse país e as pessoas que são mais importantes para você.
deixou as lágrimas escorrerem.
— Você será uma grande Rainha.

X

Cronos —, 1842.

“Saudações a vossa majestade, Rainha de Idris”.
A mulher visualizou o espelho.
As marcas da guerra espalhadas pelo seu corpo e alma —, não era mais a mesma desde que seu país entrou em guerra —, o corte de seu cabelo era estilo militar até alguns meses atrás, e agora estava crescendo as madeixas.
Ela havia cortado desde que o exército se tornou majoritáriamente de mulheres, e os poucos homens que haviam eram soldados de primeira linha —, e agora, elas tinham um mulher no comando do exército, assim como da Marinha de Idris.
Ela lembrava de quando ocorrerá a mudança —, e dos motivos para ela.
Mesmo sendo mulher e com poucos direitos antes da guerra, ela tinha ideias que melhorariam a convivência com outros países e seriam pioneiros nisso —, em Idris, havia a possibilidade de tentar mudar aquele sistema machista e opressor que os poucos foi se modificando desde a subida dela ao trono —, sentiu o peso da coroa.
Aos 28 anos, era uma mulher de uma beleza singular herdada da família Horklyns —, os olhos verdes acinzentados tentavam se localizar naquele espelho, algum vestígio da mulher de antes —, porém seus pensamentos foram interrompidos com a presença da atual general do Exército de Idris.
— Vossa Majestade.
— General — deu um balançar de cabeça, enquanto a mulher de cabelos curtos, e em vestes militares lhe observava atentamente — Em que posso ajuda-la, General Raymond?
Elisa Raymond tinha os olhos escuros —, cabelos encaracolados curtos, além de uma arma em sua cintura, e as mais variadas estrelas pelos seus feitos durante a guerra —, se tornou general após a morte de Willian Montenegro, que era o marido da rainha.
— A maioria das Cidades do Leste de Idris precisavam de reparos, e já se iniciaram de imediato — reportou — Conseguimos reconstituir os hospitais para atendemos aos casos mais graves, e também, houveram a entrada de imigrantes pelas estradas vinda da França e Alemanha, e as escolas estão em funcionamento agora em sua capacidade em 55%, mas ainda existem crianças nas ruas, então abrimos as casas da antiga nobreza para abrigamos os recém chegados.
— Mas alguma coisa?
— Os lordes concordaram com as suas implementações, senhora — ela arranhou a garganta, enquanto a mulher arqueou as sobrancelhas — Eles decidiram dar o direito ao trono ao primeiro filho ou filha que nascer, assim como permitir que as mulheres ganhem salários iguais e tenham melhores condições de trabalho.
— Obrigada pelo relatório, general.
estava no poder fazia 2 anos —, fora uma luta, após a aceitação da nobreza que as mulheres não eram inferiores aos homens e que ela tinham tanta capacidade quanto qualquer um por ali —, escolas preparatórias para mulheres, e que qualquer emprego podia se ocupado por elas, e destruição de um sistema opressor.
Direito da mãe pelos seus filhos quando quisesse se separar do pai —, e diminuição da violência doméstica após a implementação da lei de proteção a mulheres —, eram passos pequenos, porém um dia, eles levariam a uma nação segura para todos os povos e culturas diferentes.
Seu pai pediu para ajudar na evolução de Idris —, após meses de lutas, os primeiros passos foram dados.
— Mamãe!
A menina de oito anos correu para si —, estava fazendo tudo aquilo por seus filhos, enquanto Anthony e Gregory corriam atrás de Amélia que lhe mostrou a língua em malcriação —, a mulher riu, enquanto abraçou eles.
Ela seria uma guerreira —, uma Rainha justa e leal ao povo, e acima de tudo, defenderia os seus filhos e os filhos de Idris.
— Oi, meus amores.
Abraçou os três enquanto eles tagarelavam.
— Mamãe, começamos as aulas de tiro ao arco — animação de sua filha era evidente — E a professora disse que teremos muito mais coisas, e eu quero ser uma Amazona Real, mas disseram que não posso.
— Você pode tudo, meu amor.
— Posso?
— Pode, nós podemos tudo — disse enchendo eles de beijos — Agora, vamos para os estábulos, e andar a cavalo.
Carregou Gregory, enquanto Anthony e Amélia corriam na frente e suas risadas ecoavam pelo corredor —, um dia, sua filha seria Rainha, enquanto não fosse, ela seria o que ela quisesse.
Uma atriz, uma diva, uma guerreira e até mesmo Rainha, ou princesa, e se ela não desejasse ser Rainha —, estava tudo bem, afinal ela treinaria todos eles para serem bons reis e rainha.
Afinal, ela era livre assim como todos em sua nação.

Fim¹.
¹O nome Idris foi retirado da série Instrumentos Mortais.

Nota da autora: Olá, gente.
Eu pensei em muitas coisas para fazer esse plot —, porém, foi essa história que ganhou vida, e eu espero que gostem muito da PP.
Enfim, agradeço a todos os comentários.