London Boy

London Boy

Sinopse: Michelle vai visitar a melhor amiga que se mudou para Inglaterra. Lá conhece o dono dos olhos azuis mais bonitos e ele a leva para uma tour na grande cidade de Londres.
Gênero:
Romance.
Classificação: Livre.
Restrição: Foi escrita com o Louis Tomlinson, mas pode ser lida com qualquer *britânico*.
Beta:
Lara-Jean Covey.

Capítulo Único

havia chegado em Londres naquela manhã. Estava animada por estar visitando a Inglaterra e não tinha ideia do que sua amiga, Quinn, havia programado para o fim de semana. Quinn e eram melhores amigas desde a infância, mas se separaram quando Quinn se mudou para Inglaterra com sua família. Isso não fez com que as duas se afastassem. Pelo menos uma vez por semana elas faziam uma chamada de vídeo para contar sobre as coisas que estavam acontecendo, tanto em Palm Beach quanto em Londres.
chegou no endereço em Highgate, tocou a campainha e Quinn atendeu completamente animada.
! – Exclamou. – Ainda bem que você chegou, vem, você precisa de um banho e já vamos sair.
– Pra onde vamos, maluca? – estava confusa.
– Nós vamos ao SoHo. Alguns amigos meus estão nos esperando.
A morena tomou um banho rápido e vestiu uma blusa branca soltinha, uma calça jeans desbotada com diversos rasgos e nos pés um tênis preto. Amarrou os cabelos num rabo de cavalo desfiado, e passou apenas rímel e um batom rosé. Estava pronta.
Entraram no carro de Quinn e seguiram para o tal SoHo. se surpreendeu ao ver uma rua cheia de barzinhos coloridos e muitas pessoas reunidas. Entraram um pub que tinha fachada azul. Por dentro, sua decoração era rústica e escura, contrastando muito com o exterior. O local estava lotado. Quinn puxou a amiga para uma mesa com diversos caras e uma garota. se impressionou com tamanha beleza de todos os rapazes. Ela nunca tinha visto tantos homens bonitos em um lugar só.
-Gente, essa é minha melhor amiga. Ela chegou hoje dos Estados Unidos e vai passar o fim de semana aqui. – Quinn apresentou a morena ao grupo de pessoas.
– Muito bom finalmente te conhecer. – Delilah se aproximou dando um abraço em . – A Quinnie sempre fala de você. Eu dou Delilah, este é Rory, meu namorado. – A garota o cumprimentou.
– Eu sou Mason, o namorado da Quinn. – Um rapaz alto, loiro, de olhos verdes se apresentou. – Esses são Charles e Leo. – Apontou pros amigos que estavam tomando um gole de suas cervejas.
– Já ouvi falar muito de você, Mason. – riu. O bar todo soltou um grito animado e todos se viraram para tv. – O que está acontecendo? – Ela perguntou inocente.
– Hoje é a final de Rugby. – Quinn respondeu a amiga. – E nosso amigo Isaac está jogando. – Mais um grito animado do bar.
– Ora se nosso querido Isaac não acabou de marcar um ponto! – ouviu a frase com sotaque carregado e virou-se involuntariamente, encontrando as covinhas e os olhos azuis mais lindos que ela já havia visto.
– Sim, mate, nem acredito! – O tal Charles estava impressionado, e acabou arrancando uma gargalhada gostosa do garoto desconhecido.
, essa é a amiga que eu disse que viria. – Quinnie avisou. – Pronto, agora você conhece todo mundo.
– Oi, luv, eu sou e você é…? – Se aproximou da garota.
– Eu sou , mas pode me chamar de . – A morena se apresentou. Ela estava hipnotizada, ele era muito bonito.
Passaram toda a tarde naquele pub, tudo para acompanhar o jogo de rugby. fez amizade com todos. Eles eram pessoas adoráveis e educadas, muito diferente dos garotos estadunidenses que estava acostumada. percebeu o clima entre Quinn e seu namorado, mas só quando a amiga perguntou se ela podia ir pra casa sozinha que entendeu de fato o que aconteceria. Não tinha como julgar a amiga, se ela estivesse envolvida com um homem lindo como aquele, perguntaria a mesma coisa. se ofereceu para levá-la em casa e ela aceitou, afinal, era bem melhor do que pegar um táxi.
Olhou para fora do pub e viu que o tempo estava fechado. Não entendia como um lugar podia ter um clima tão estranho como aquele. Assim que a conta foi paga, o grande grupo deixou o local e parou na calçada da frente, onde se dividiriam. Sentiram alguns pingos de chuva e logo as gotas mais grossas começaram a cair. pegou a mão de e saiu correndo até seu carro.
-O que você conhece daqui? – O moreno perguntou enquanto colocava o cinto de segurança.
– Nada. – Foi honesta. – Eu cheguei e Quinn me trouxe direto para cá.
– O que acha de uma mini-tour? – Ele sugeriu. – Eu não estou afim de ir para casa agora…
– Tudo bem, você é uma companhia agradável. – Ela sorriu para , vendo-o dar partida no carro.
Deixaram o SoHo com a informação de que alí era West End, o lugar com as melhores casas noturna de toda Londres. Como a noite chegava, pôde ver as luzes dos letreiros serem acesas. O lugar era lindo. Deram a volta por Westminster para ver o Big Ben e a London Eye, e logo estavam a caminho do Camden Market. Diversas lojas fechadas por conta do horário, mas ainda assim era um lugar que era possível sentir arte. Passaram pela Picadilly Street e chegou a conclusão de que aquela era a Times Square britânica. Os letreiros chamavam atenção com todo o seu brilho e reconheceu a rua por conta de fotos de artistas britânicos que gostava.
estava realmente disposto a passar tempo com . Ele achava o sorriso da garota adorável, ainda mais quando seus olhos ficavam pequenininhos. Parecia com o sorriso genuíno de uma criança ao ganhar algum doce. Isso descartando toda a beleza que ela tinha.
ouviu mencionar algo sobre Brixton, mas não acreditou que iriam até lá, pois era bem longe. Foram conversando durante todo o caminho sobre as diferenças entre a Inglaterra e os Estados Unidos. E a que ficaram mais tempo debatendo fôra o lado em que se dirigia. era engraçado e o tempo todo tirava gargalhadas de , e isso a deixava mais confortável.
O carro parou e a garota admirou as luzes da Brixton Academy, uma das maiores casas de show da região. Tocando alí naquela noite estava ninguém menos que The 1975.
-Vem, vou te levar no meu lugar favorito. – Ele puxou a mão da garota para atravessarem a rua. – Bem vinda ao Brixton Rooftop, ou Big Apple Brixton, como preferir. – Ele apresentou o lugar que parecia uma grande praça a céu aberto, e com vários barzinhos e lanchonetes ao redor. Pagaram, e entraram no local.
, eu to com fome. – soltou.
– Já sei o que vamos comer. – Ele riu. Caminharam um pouco mais pelo lugar, ainda sem soltarem as mãos. – Esse lugar tem o Fish and Chips mais gostoso.
Fizeram os pedidos e se sentaram numa mesinha do lado de fora da pequena lanchonete. começou a observar mais , e se pegou admirando os olhos brilhantes do rapaz e quando percebeu, já estava encantada por ele. Talvez era esse o poder dos britânicos, afinal bastou ela conhecer um para se derreter por ele. Talvez pela educação que ele tinha. Os estadunidenses não eram daquela maneira.
Assim que as duas porções de Fish and Chips chegaram, eles começaram a comer. pediu para que tirasse uma foto dela alí e entregou o celular a ele. Foi esse o momento que percebeu que talvez quisesse beijar a garota. Depois da foto tirada, conversaram, comeram, sujou de ketchup…
Decidiram ir embora, pois já era tarde. Mais um momento divertido dentro do carro com o rapaz, até finalmente chegarem a Highgate outra vez.

… – Ele riu.
– Está entregue, espero que tenha gostado do nosso passeio. – Ele pausou por um segundo. – Ainda tem tanto para você conhecer dessa cidade… Se quiser eu posso te mostrar.
– Claro que quero! – Ela havia entendido que era um pretexto para marcarem um segundo encontro, e mal podia esperar por esse momento.
– Aqui, – Ergue o celular para ela – salva seu número que mais tarde te mando uma mensagem. – pegou o aparelho e salvou seu contato.
– Bom, vou indo. – Ela soltou o cinto e fez menção de abrir a porta do carro.
– Espera. – Ele segurou seu braço, e quando ela virou para o encarar notou a proximidade. Ambos se perderam nos olhos um do outro, e logo deram início a um beijo calmo. – Agora você pode ir. – Os dois riram.
– Tchau, , até outro dia. – E assim deixou o carro rumo a entrada da casa de Quinn.
Quando a garota entrou no quarto da amiga se deparou com ela sentada na cama com uma cara desconfiada. Decidiu ignorar a expressão da amiga e foi até sua mala para pegar um pijama.
-E então, o que está achando daqui? – Quinn disse fazendo referência indireta à .
– Meu Deus, eu amo os ingleses. – respondeu se jogando de costas na cama da amiga, rindo feito boba para o teto.

FIM

Nota da autora: Twitter: @amanda_ritis | Instagram: @amandar_autora

Outras histórias:
[LONGFICS]
– Oxford University – [Restritas – Bandas /One Direction] – Em andamento.
– Queda e Ascensão – [Restritas – Cantores/Niall Horan] – Em andamento.

[SHORTFICS]
All You Had To Do Was Stay – [Especial Um Ano FOFIC]
Delicate – [Especial Um Ano FOFIC]
Wildest Dreams – [Especial Um Ano FOFIC]
The 1 – [Especial Um Ano FOFIC]
My Everything – [Especial 10 Anos de One Direction]
– Needy – [Cantores – Louis Tomlinson]
– Small Talk – [Especial Heartbreak Weather]
– Forget You Not – [Cantores – Harry Styles]
– Golden – [Especial Fine Line]
– Cherry – [Especial Fine Line]
– 11. Love Is Easy – [Especial McFly]
– 13. Party Girl – [Especial McFly]
– 21. Foolish – [Especial McFly]