Atualizações

[REVIEW] Folklore, o novo álbum da Taylor Swift

Na ultima sexta-feira (24/07/2020) Taylor Swift lançou seu oitavo álbum intitulado “Folklore”. O disco contém 16 faixas, tendo sua 17º exclusiva para aqueles que compram o álbum físico. Ele foi anunciado porquíssimas horas antes de seu lançamento, o que deixou seus fãs meio desorientados, mas ainda assim ansiosos para ouvi-lo.

Tem como seu primeiro single a faixa Cardigan, que já nos mostra o caminho que o álbum tomará. Esse sem dúvidas é o trabalho mais maduro de Taylor, onde ela retrata temas que vão além do coração partido, como na faixa Epiphany, onde ela canta sobre os profissionais da saúde no seu dia a dia, combatendo o corona vírus. Não podemos deixar de falar sobre Exile, um dueto com Bon Iver que surpreendeu a todos por ser algo inesperado. A maneira em que suas vozes harmonizaram na canção foi fantástico, e a musica acabou sendo de agrado geral. Em Betty, Swift traz um pouco de sua raíz country, nos dando a sensação de nostalgia.

Folklore é uma grande variação do pop que estamos acostumados a ouvir Swift cantar. Todas as suas faixas são lentas, calmas e profundas, isso comprova que ela pode facilmente se esquivar do pop chiclete que ouvimos em seus trabalhos anteriores. Nenhuma letra deixa a desejar em momento nenhum. Todas as músicas são altamente identificáveis e, mesmo que você não tenha vivido aquilo, você consegue se colocar no lugar do eu-lírico.

Taylor diz que o conceito do álbum é que “as linhas entre fantasia e realidade se embaçam, e os limites entre a verdade e ficção se tornam quase indiscerníveis”. E você realmente consegue perceber isso enquanto acompanha cada melodia e letra. Ela disse também que algumas letras são sobre ela mesma, mas que outras são sobre personagens inventados. O mais interessante é nós tentarmos diferenciar qual música é sobre quem. Você se perde nas próprias conclusões. Além disso, os vocais de Taylor são enigmáticos e suaves, ajudando a nos fazer imaginar cada cenário que ela criou.

A quarentena tem sido um período muito bom para quem busca a essência da alma, e com Swift não poderia ser diferente. O Folklore vai durar muito, por mostrar o quão fragmentada Taylor está neste oitavo álbum e, por mais que espere que isso não marque o fim de suas ambições pop, sua intensidade emocional nunca foi tão grande.

Acredito que minha faixa favorita agora seja Illicit Affairs. Agora, porque de 15 em 15 minutos minha opinião muda. E você, qual a sua favorita?

Por Amanda Ritis.