Atualizações

[COLUNA LITERÁRIA] Sair da zona de conforto? Talvez nem seja tão ruim assim!

Mais uma coluna literária começando e hoje eu vou falar de zona de conforto a partir de uma experiência muito louca que vivi na última semana. Afinal, se não tivesse passado por por poucas e boas no mundo da leitura, eu nunca falaria que sair da nossa bolha pode ser legal, ou “não tão ruim” quanto pode parecer.

Se você me conhece, ou já leu qualquer outra coluna minha aqui no FOFIC, já percebeu que sou a louca dos romances (mesmo!); eles são meus xodós, sempre passam na frente da fila de leitura e ganham preferência no topo de livros favoritos. Dos últimos anos para cá, venho tentado ler outros gêneros, como poesia, biografia, fantasia… sempre com um pouco de amor envolvido, né? Mas durante a quarentena, aconteceu o que eu mais temia: não consegui ler um romance! E aí minha cabeça explodiu, igualzinho aquele emoji, hahahaha!

Passei por esse sufoco na mesma semana em que o livro novo da Colleen Hoover chegou aqui em casa. Eu comprei porque admiro a autora, mas não estava tão animada para ler porque, adivinhem só? Não era um romance, era um thriller! Mas eu estava em crise, então pensei “por que não?”. ​E sabe, foi a melhor coisa que eu fiz.

Para quem sempre se recusou a ler livros de suspense, foi uma das experiências mais loucas e positivas da minha vida literária. Fiquei completamente mergulhada na leitura, imersa na história, só conseguia pensar nisso, criei quarenta e cinco mil teorias e sai do buraco que a falta dos romances + a ansiedade durante a quarentena me fizeram cair.

E agora você deve estar se perguntando “Tai, onde você quer chegar com esse breve relato?”, e eu te respondo: quero despertar em vocês a curiosidade de serem envolvidos e abraçados por um outro gênero literário, principalmente durante esse período onde nossas mentes parecem confusas e precisam se libertar. “Verity” (que já tem resenha lá no Instagram) fez isso comigo; me possibilitou mergulhar, desligar, sentir diversas emoções que nunca imaginei serem causadas quando pensava em ler um thriller.

Então eu proponho a vocês, e principalmente a você que não está conseguindo ler o que ama durante o isolamento: você já tentou sair da sua zona de conforto hoje?

Escrito por: Tainá Aguiar (@booksdatai).