Atualizações

[COLUNA] Simple Plan – Soundcheck e Pizza Party

Simple Plan é uma banda pop punk canadense, com cinco álbuns de estúdio, um EP e dois álbuns ao vivo. É também uma banda que vem bastante ao Brasil. 

A primeira vez que Chuck, David, Jeff, Pierre e Seb vieram ao país foi em 2005 e se apresentaram no Rio de Janeiro e em São Paulo, além de participarem de dois programas de TV. Nesse ano Welcome to my life e Perfect tocavam bastante por aqui.

A banda retornou em 2007, quando se apresentaram no BBB7 e fizeram novamente shows nas mesmas capitais. Em 2008 tiveram apenas um show fechado da rádio mix, mas em compensação em 2009 a banda passou por sete cidades brasileiras: Porto Alegre, Curitiba, Recife, Goiânia, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

Dois anos depois, tivemos mais dois shows por aqui, sendo uma delas no festival SWU e outra em Porto Alegre. E no ano seguinte outra turnê maior, com shows em Teresina, Fortaleza, Salvador, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Retornaram em 2016 com a turnê do último álbum, Taking one for the team, tocando em São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

A última visita da banda ao Brasil foi em 2018, com a turnê comemorativa de 15 anos do primeiro álbum deles, No Pads, No Helmets… Just Balls. Tocando nas cidades de Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Uberlândia e oferecendo, pela segunda vez, a venda de um Meet&Greet diferenciado, chamado de Pizza Party.

Os integrantes são bastante carismáticos e sempre que possível atendem os fãs em frente aos hotéis e nos aeroportos. Mas há também duas outras possibilidades de conhecê-los, através da Soundcheck Party (passagem de som) e do Post-Game VIP (Pizza Party).

Para participar da passagem de som, é necessário fazer parte do fã-clube oficial, e além de garantir prioridade na entrada no dia do show, pode assistir a banda tocando duas ou três músicas. Vale lembrar que não é uma garantia, pois se existem muitas pessoas interessadas na passagem de som, é feito um sorteio.

“Já tive a oportunidade de ir à soundcheck do Simple Plan três vezes, sendo elas em Belo Horizonte e Rio de Janeiro em 2016 e em Curitiba em 2018. Posso dizer que cada uma dessas experiências foi incrível só por ter a chance de conhecê-los bem de perto. A princípio, nós já vamos formando a fila específica para quem vai para a sound durante o dia e quando chega a hora de entrar na casa de shows normalmente tudo passa como um borrão porque a expectativa está sempre em alta. Nas três vezes, quando entrei eles já estavam passando o som e poder vê-los arrumando coisas, tipo a afinação das guitarras, dá uma sensação maravilhosa de ser como uma amiga da banda que está ali acompanhando tudo de pertinho. Em uma delas (não lembro bem qual) eles chegaram a tocar “Vacation”, que é uma música muito pedida pelos fãs e a emoção foi incrível.

Normalmente, eles tocam umas duas ou três músicas e depois descem para distribuir fotos e autógrafos. Em 2016, as coisas estavam meio corridas, então fizemos uma fila para que cada fã tirasse foto com todos eles. Já em 2018, tive a chance de tirar foto com cada integrante individualmente. Infelizmente, o David não estava presente em nenhuma das vezes, mas cada um dos integrantes me tratou com muito carinho e simpatia. O Jeff é um dos mais carismáticos e sou suspeita para falar do Sebastien, mas em um geral, encontrá-los pessoalmente na soundcheck só me fez amá-los ainda mais.” – Stephanie Pacheco

O Pizza Party também tem número limitado de ingressos e são vendidos à parte, mas ele permite que os fãs passem aproximadamente uma hora com a banda no backstage, com direito a pizzas e bebidas não-alcoólicas. Nesse momento os fãs podem interagir à vontade, conversar e tirar fotos. Além disso, todos os participantes podem tirar uma foto com a banda completa ao final, do próprio celular, e a equipe tira uma foto de todos os participantes com a banda, que são postadas no instagram oficial deles.

“É uma experiência incrível! O primeiro em que fui foi em 2016, tour do Taking one for the team, também foi o primeiro show deles na América do Sul. Depois do show fomos levados a uma sala onde havia refrigerante e pizza a vontade, esperamos cerca de dez minutos até eles chegarem e quando eles entraram todos que estavam esperando ficaram eufóricos. Quando os vi ali na minha frente pela primeira vez na vida, eu esqueci completamente as palavras tanto em inglês quanto em português, acabou que nem consegui conversar direito e apelei para o Google tradutor, não é a melhor opção mas foi válido.

Combinei com a minha irmã que iríamos cumprir desafios com eles, eu teria que dançar forró com o Jeff e quando fomos pedir primeiro ele ficou com um certo receio mas acabou aceitando, acabou virando uma espécie de valsa. Achamos tão divertida a ideia que acabamos dançando Um morto muito louco com o Chuck e Dança da mãozinha com o Seb. Cometemos o erro gigante de deixar o Pierre por último, e quando chegamos o tempo estava acabando. Como haviam muitas pessoas que estavam só na fila dele, ele acabou ficando meio nervoso e foi um pouco grosso com a gente, hoje em dia compreendemos o motivo, afinal era o primeiro show deles sem o David e o que tinha muita gente perguntando o motivo.

Em 2018 já foi completamente diferente, por não ser a primeira vez que iria vê-los na vida eu estava um pouco menos nervosa. Quando eles chegaram eu e minha irmã fomos primeiro no Jeff, talvez pelo motivo de anteriormente ele ter sido tão fofinho com a gente, eu travei quando chegou minha vez e simplesmente entreguei tudo que estava na mão para autografar, ele brincou falando “oi para você também” e na hora da foto até perguntou se não iria ter desafio dessa vez. (ELE LEMBROU DA GENTE MANO!!)

Nesse ano eles estavam bem mais brincalhões e tranquilos, o Pierre foi um fofo quando fomos falar com ele e minha irmã pediu uma frase para tatuar, ela começou a chorar e ele sem saber muito o que fazer a abraçou. Enfim, as duas experiências foram incríveis, eles são pessoas maravilhosas e super dispostos a atender aos fãs, quem puder ter a experiência de ir ao pizza eu recomendo muito.” – Ana Ammon

O ingresso VIP ainda permite a prioridade de entrada no local do show e o acesso à loja de merch, e os participantes ganham um ingresso comemorativo, um poster da turnê autografado e um cartaz da Post-Game VIP.

“A maior vantagem de se pagar o fã clube do Simple Plan é para poder ser sorteado para a soundcheck, e sim, é sorteio. Os fãs não tem direito a soundcheck só porque pagam o fã clube. Além de entrar para o show antes de todo mundo podemos ver parte da setlist do show,  uma ou duas músicas dependendo do tempo. Podemos ver a banda, tirar fotos e conversar com eles.

Já o Pizza party é maravilhoso! Além das pizzas, nós podemos ficar bem mais tempo com a banda, conversar, tirar fotos e fazer o que der em uma hora. Quem tem o VIP entra para o show antes até do pessoal da soundcheck, o que gera altas tretas já que a grade é de quem chega primeiro. Mesmo assim tanto o Pizza Party quanto a soundcheck são muito bons e valem muito a pena se você quer estar ainda mais perto da banda. A experiência é inesquecível e quem vai uma vez quer ir sempre!” – Bia Ferrari

Em 2018 o valor desse ingresso foi 145 dólares, mais 15 dólares de taxa de conveniência, cerca de R$ 587, e a cada pacote vendido, 1 dólar era destinado às obras assistenciais da Simple Plan Foundation. Já os ingressos para os shows variaram de R$70 (arquibancada, meia) até R$280 (pista premium, inteira).

A setlist contou com vinte músicas, todas as treze músicas do álbum da turnê seguidas pelos maiores sucessos dos outros cds.

“É ilusão achar que não estaria nervosa por já tê-los visto antes! Participei do pizza de Uberlândia, o último da turnê no Brasil e foi uma experiência diferente de todos os encontros. No começo todos estavam afobados e com medo de não conseguir uma foto e um abraço de cada um deles, mas aos poucos foi ficando mais tranquilo. Consegui tirar fotos com todos eles, pegar autógrafo e conversar um pouquinho. Seb escreveu uma parte da minha música, que quero tatuar, e servi de intérprete para ele e uma fã que não estava entendendo. Foram todos muito queridos! Não consegui comer nem meia fatia de pizza e o tempo passou voando. Infelizmente, alguns dos brindes que deveríamos ganhar por participar acabaram no show anterior, mesmo assim achei uma experiência maravilhosa e pretendo repetir!” – Lari Carrião

*Todos os depoimentos são de autoras e leitoras do Focus Fanfiction.

Texto escrito por Lari Carrião.