Atualizações

[COLUNA LITERÁRIA] Summer Di Laurentis: muito mais do que uma patricinha

Falar sobre personagens literárias femininas é sempre muito especial para mim e poder contar um pouco da Summer Di Laurentis para vocês é muito mais legal. Bom, se você chegou aqui de paraquedas e não sabe de quem eu estou falando pode ficar tranquilo que eu vou contextualizar, haha! Summer é a personagem principal do livro The Chase, o primeiro da série Briar U  — Spin-off de Amores Improváveis, conhecida por ter nascido em uma família rica, ser uma estudante de moda apaixonada pelas maiores marcas de grife do mundo e muito vaidosa. 

Todas as personagens criadas por Elle Kennedy, a autora, são lendárias (e eu falo isso com propriedade de leitora), cheias de força e independência; incluindo a própria Summer. A única diferença é que: as qualidades e interesses de Summer diferem muito daqueles que as outras meninas representam em seus livros, por isso ela é taxada como uma patricinha fútil, completamente superficial, metida e boba.  

Tá, mas por que escrever para falar sobre ela? A resposta é simples: porque, embora muitas pessoas não percebam, os motivos citados anteriormente fazem com que Summer seja uma das personagens femininas menos valorizada dentro do universo criado por Kennedy. E eu acho isso muito triste.  

É triste porque o lado humano da personagem é completamente esquecido a partir do momento em que a rotulam como “burguesa sem graça”, seguindo aquele padrão antigo de que as mulheres que se preocupam demais com a aparência não possuem mais nada para oferecer. Isso faz com que as pessoas não enxerguem a grande mulher que existe em Summer Di Laurentis: empática, apoiadora da causa feminista, forte e que também é cheia de problemas pessoais, mas não se deixa abalar por comentários ofensivos daqueles que não a conhecem de verdade.  

Ela é um exemplo para mim, por isso sempre a defendo com unhas e dentes. É a reprodução do que muitas mulheres sofrem fora dos livros: os julgamentos por pura e unicamente se preocuparem com coisas que as fazem bem, que importam apenas para elas. Seja um look impecável, calçar um sapato legal, sair por aí com uma bolsa de grife ou até mesmo se maquiar para comprar pão. Acho que já deu de falar das mulheres como se as únicas importantes fossem aquelas que saem de moletom e coque frouxo (embora isso não seja nenhum problema para mim, tá?). 

Summer Di Laurentis é muito mais do que um rostinho bonito usando uma roupa da Chanel. 

Escrito por: Tainá Aguiar (@booksdatai)